Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ritapereiraportugal

ritapereiraportugal

01
Out13

“Eu e o Rodrigo Menezes não somos namorados”

*Patricia*

Numa viagem com a Lux a Marrocos, Rita Pereira explica as duras críticas que teceu a alguma imprensa, esclarece a polémica à volta da sua lesão e garante estar solteira

Nas ruas da medina de Marraquexe, os vendedores elogiavam-na: “Oh, elle est belle comme la jade.” A verdade é que a própria Rita Pereira diz que os locais acham que ela é “marroquina” e isso fá-la sentir-se “muito bem” naquele país do norte de África, onde passeou, a convite da Lux e da Delegação do Turismo de Marrocos. Bebeu chá de menta, comeu cuscuz e regateou. Muito! Sentada num sofá do hotel Hivernage, desabafou com a Lux sobre as notícias que têm saído a seu respeito, relativamente à lesão contraída no programa “Dança com as Estrelas”, ao seu corpo e a um possível namoro com Rodrigo Menezes. Garantiu estar solteira: “A próxima pessoa que apresentar aos meus pais será aquela com quem quero ficar para sempre”, disse.

LUX – Porque é que aceitou o convite para esta viagem a Marrocos, uma semana depois de tecer duras críticas às revistas de sociedade, no “Dança com as Estrelas”?

Rita Pereira - É fácil responder a isso. Há algumas publicações que vendem mentiras e outras que escrevem a verdade, como a Lux, a Caras… Ainda que muitas vezes as pessoas não consigam distinguir as revistas, eu consigo. Dou muito poucas entrevistas com produções por ano, e a Lux é sempre uma das minhas escolhas, se não a única. Por aí se vê que não tenho a mesma opinião sobre toda a imprensa.

O que a levou a tecer aqueles comentários?

Dou-lhe exemplos muito concretos, porque sou conhecida por ser directa. Digo o que tenho a dizer sem medo das consequências, até porque hoje em dia também temos voz, com as nossas páginas no Facebook. A partir do momento em que tenho um milhão e trezentas mil pessoas a ver um post meu, acho que posso ser considerada uma opinion maker, e certas publicações deixam de ter credibilidade com os nossos esclarecimentos no Facebook. Fui aprendendo que a culpa do que é publicado é de directores que não gostam de nós e misturam a opinião com o seu desempenho profissional.

Quando fala nesse post de um vídeo, refere-se à notícia que dizia ter silicone?

Sim. Há anos que digo que, quando colocar silicone, serei a primeira a assumi-lo. Sou completamente a favor do silicone e das cirurgias plásticas, e sempre disse que, depois de ter filhos, vou colocar silicone.

Sente-se perseguida?

Completamente! Aliás, não pela imprensa em geral. Estou em paz com as publicações, à excepção de duas: o Correio da Manhã e a TV Guia. No entanto, amadureci muito, aprendi com os meus erros.

Que erros?

Abrir demasiado o campo da vida privada. O facto de ter tido um namorado [Angélico Vieira] que era uma figura pública tornou-me mais exposta. Passarem dez anos e aprendi. Sei que palavras usar para que não distorçam aquilo que eu digo.

Em que medida é que a afecta a publicação de matérias sobre a sua vida privada?

Quando sou capa com mentiras, e sei-o através de amigos, porque não leio… Fico a pensar nisso durante uma hora. Devo responder? Depois, penso nas coisas importantes da vida. É a tal maturidade. Antigamente, ficava zangada e ofendida, queria vingar-me. Hoje em dia, ou os ponho em tribunal ou ignoro-os, simplesmente.

Diz que já não se deixa afectar tanto. Isso ainda condiciona o seu dia a dia?

Não. Antigamente, se calhar, não teria vindo nesta viagem, porque as pessoas iam pensar que afinal não estava lesionada. Se calhar, não saía [à noite] a seguir a ter-me magoado. Hoje em dia, aproveito todos os minutos da minha vida para ser feliz.

Perguntava-lhe isto com base numa situação específica: quando o Rodrigo Menezes foi detido numa operação stop no Algarve, li que estava preocupada por estar no local e por isso poder prejudicá-la…

Não. Mantive-me serena, porque… Não posso falar muito sobre isto, a pedido da advogada do Rodrigo, ainda que tenha sido tudo uma enorme injustiça. Mantive-me calma, e depois peguei no carro dele e fui atrás do da polícia, onde ele seguia. Seria a última pessoa a pensar na imagem para não defender o Rodrigo, que é uma pessoa que adoro. Um dos meus melhores amigos.

São namorados?

Não. Por mais que queiram… O Rodrigo é a minha pessoa em versão masculina. Adoro-o com todo o meu coração. Já fizemos quatro novelas juntos, três delas como casal. Foi uma amizade que cresceu…

Sobre a sua lesão: qual é a verdadeira dimensão do problema?

Estava a dançar jive e, num movimento, tive uma dor horrível. Sentei-me e, quando tentei levantar-me, não consegui. Chamei o fisioterapeuta presente e ele disse-me logo que, pela dor que tinha, só podia ter rasgado o músculo. Quando fiz a ecografia, os médicos viram que tinha um rasgão de três centímetros na parte de trás da coxa. Uma situação grave.

Foi o médico que lhe disse para não participar no programa?

Foi. O médico disse-me logo que não podia continuar, mas eu chamei-o à parte e perguntei-lhe o que é que podia acontecer se arriscasse. Ele disse-me que podia ficar coxa para o resto da vida.

Mesmo assim, pode andar e fazer outros movimentos?

Posso. O médico pediu-me para usar muletas nos primeiros três ou quatro dias. Nessa sexta-feira, sim, chorei. Fui para casa! O Pedro Teixeira ligou ao Rodrigo Menezes e disse: “Vai buscar a Rita a casa, porque ela vai deprimir.” Ele foi buscar-me a casa e fui sair à noite. O facto de ter saído à noite não quer dizer que não estivesse lesionada. Eu é que controlo a minha dor!

Sente-se melhor, hoje?

Sim. Passaram 12 dias desde que me lesionei. Antes de vir para Marrocos, telefonei ao fisioterapeuta, que me disse não haver problema e para tomar os medicamentos caso tivesse dores. Além disso, o médico disse-me que o facto de eu fazer exercício levava o músculo a recuperar mais rapidamente.

Chorou quando soube da lesão… Tinha o objectivo de ganhar o programa?

Não estava lá para ganhar. Chorei porque amo dançar, e este programa foi um sonho tornado realidade. No entanto, qualquer pessoa que entra num concurso quer chegar ao fim.

Depois de uma telenovela e do “Dança Com As Estrelas”, vai ter finalmente férias?

Ainda não. Enquanto estive a fazer o programa, fui chamada para o casting de um filme [o "Sei Lá", do Joaquim Leitão], e já tinha tudo planeado de forma a conciliar as filmagens com o programa.

O que representa para si esse desafio?

[sorriso] Conseguir entrar na sétima arte, finalmente. Estou muito feliz, por estar a fazer cinema.

Depois do filme, há planos para férias?

Sim, depois há planos. Quero ver se consigo ir finalmente à Tailândia.

Com quem? Há dois meses disse à Lux que não tinha namorada, mas que gostaria de ter. A situação alterou-se?

Não! [risos] Continuo a dormir com as minhas cadelas.

E os rumores de uma relação com o Demo [Tó Pereira, dos Expensive Soul]?

Isso já corre há dois anos. No início, preocupei-me e não ia aos concertos do Tó, para não acharem isso. Ele próprio tem a sua vida pessoal e não queria prejudicá-lo nesse campo. Hoje em dia, a amizade é mais importante do que o que pode ser escrito, e o Tó é um dos meus melhores amigos.

O que é que um homem precisa de ter para a conquistar?

A minha irmã diz que sou demasiado esquisita. E sou…

Inibi-se de ter aventuras, casos, com receio de que se possa saber?

Não é o facto de se tornar público. É uma questão de confiar na pessoa. Quero que a pessoa que está comigo esteja comigo e não com a ‘Rita Pereira’. Tenho grande dificuldade em confiar nas pessoas, seja para dar beijinhos, seja para namorar. A próxima pessoa que estiver comigo e que eu apresentar aos meus pais será a pessoa com quem quero ficar para sempre.

Eles são exigentes com isso?

Não, nada… Estão sempre a perguntar-me se tenho namorado. A minha mãe, sobretudo. E tenta arranjar-me namorados…

Falando desta viagem: já tinha vindo a Marrocos?

Sim. Aceitei voltar porque adoro o país. As pessoas tratam-me sempre muito bem. Acham que sou marroquina e têm um carinho diferente. Além disso, adoro o facto de isto ser um mundo à parte. Adoro os cheiros, as cores, os sons, adoro regatear, adoro comprar coisinhas que se calhar nunca vou usar. Adoro a língua árabe e a gastronomia. Marraquexe é uma cidade onde me sinto segura. Marrocos é seguro, até para as mulheres, andarem sozinhas na medina. Ainda me falta visitar Fez: toda a gente diz que é lindo! E gostava de ir ao deserto…

 

Fonte: rita-pereira.org

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

BEM-VINDO/A!

Bem-vindo/a a este blog dedicado à talentosa atriz portuguesa Rita Pereira. Aqui encontrarás as últimas notícias, fotos, vídeos e muito mais sobre a Rita. Espero que gostes do meu trabalho e volta sempre que quiseres.

Informações do blog

Dedicado: Rita Pereira Desde:24 de Maio de 2008 Administradora: Patrícia

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D